Destaque do Blog

Galeria Youtube

Anuncio

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Feliz daquele que sabe ser grato a Deus pelo que tem, ao invés de reclamar do que não tem!

Estamos aqui para ser felizes!

Cada dia que passa vamos perdendo de vista, de emoção, de concepção a ideia de felicidade. Parece que nos foge um pouco a estrutura que possa nos dá a certeza que estamos no caminho para sermos felizes. Podemos ter ilusão dessa falsa realidade que felicidade é meta a ser alcançada e conquista realizada.
Ser feliz é subjetivo, é conceitual e não é pragmático, porque em verdade encontramos pessoas que pouco ou nada têm dentro dos nossos conceitos de felicidade que são profundamente felizes e vemos pessoas que têm tudo aquilo que nós elegemos como sendo patrimônio de quem tem felicidade e não são felizes.

Então, a felicidade não se encontra de maneira alguma no que possuímos, mas no que fazemos com o que possuímos.

Felicidade é a forma com que encaramos, sentimos, vivemos com o que temos ou com o que nos falta. Enfim, a felicidade não está no que buscamos mas em como nos encontramos diante do que buscamos. Isso significa aceitação da verdade que vivemos, o que infelizmente, muitas vezes, nos falta é humildade para compreender a situação a que estamos submetidos. A vaidade e o orgulho falam mais alto e queremos aparentar para as pessoas uma realidade totalmente diferente da que vivemos.
A ideia de que felicidade se resume a um carro do ano, uma casa de luxo, conta bancária alta, parecer um “figurão” perante a sociedade, é mera fantasia do ego doente de vaidade.
Encaixando-nos na nossa real vivência seremos bem mais felizes e com certeza teremos mais paz, sabe por que? Porque procedendo assim somos o que somos de verdade e não precisamos de máscaras para aparentar o que não somos. Não ser nós mesmos deve ser muito trabalhoso, sem esquecer que as máscaras um dia caem.
Vive melhor quem aceita a vida como ela é. Quem não vive de aparências, quem se conforma com o que possui, compreende suas limitações, que se gosta e se ama exatamente como é.

Feliz daquele que sabe ser grato a Deus pelo que tem, ao invés de reclamar do que não tem. A gratidão é uma virtude que caracteriza as pessoas sábias!

Sejamos sempre nós mesmos, não queiramos vestir uma roupagem que não nos cabe, por orgulho, vaidade na pseudo ilusão de agradar os outros e passar uma imagem que não é a nossa. Não adianta, podemos até enganar algumas pessoas por algum tempo, mas não conseguiremos enganá-las por todo tempo. O que de fato somos transparece no nosso caráter e nas nossas atitudes, melhor assumir nossas limitações sendo autênticos.
O mundo gira e nas voltas da vida entenderemos que sempre fomos felizes com o que temos e somos e não com o que gostaríamos de ter e ser.

Felicidade é um estado de contentamento da alma independente de valores materiais, questão mesmo de evolução espiritual, portanto não vinculemos a nossa felicidade às coisas passageiras que o mundo oferece, e sim ao que é eterno e ninguém nos tira: nossos valores espirituais!

Um comentário: